Domingo, Novembro 18, 2018
fatopaulista@hotmail.com Telefone: (11) 2849-1454 ::: Ano IX - Edição n º 268
Segunda, 05 Novembro 2018 14:15

Museu do Relógio é dica de passeio para crianças em São Paulo

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

Entre os dias 15 e 19 de novembro o local fará uma retrospectiva aberta ao público e gratuita

Relógios de diferentes cores, formatos e tamanhos, incluindo um cuco, encantam as crianças que visitam o Museu do Relógio Professor Dimas de Melo Pimenta (Av. Mofarrej, 840 - Vila Leopoldina), em São Paulo. Por isso, o local é uma boa dica de passeio durante o feriado da Proclamação da República, já que estará aberto entre os dias 15 e 19/11, das 10h às 17h, com entrada gratuita.

Neste período acontece sua 46ª retrospectiva anual, que terá como grande destaque um relógio mestre de 1969, produzido pela empresa DIMEP, dona do museu, e batizado de Quartzion.

Na época o exemplar representou uma grande inovação, pois foi o primeiro a quartzo produzido no Brasil - pelo Professor Dimas de Melo Pimenta - e um dos primeiros do mundo a utilizar a revolucionária tecnologia, que até pouco tempo antes era estratégica, sigilosa e restrita a poucos países.

O Quartzion foi criado como um sofisticado relógio mestre, com capacidade para informar inclusive os segundos aos relógios secundários, o que era difícil de encontrar. Seu mecanismo consistia em um oscilador de quartzo que gerava uma frequência de 131.072 Hz, mediante carga elétrica, e pulsos divididos por meio de um conjunto de circuitos que os convertiam em um único pulso por segundo, que, por sua vez, alimentava o sistema de movimentação dos ponteiros de horas, minutos e segundos tanto do modelo principal quanto dos ligados a ele.

O relógio apresenta uma caixa metálica em tons azulado e cinza, na qual se destaca uma placa de vidro que expõe o conjunto eletrônico. Foi um marco na história da relojoaria do Brasil e do mundo, um divisor de águas, pois proporcionou qualidade e precisão até então inéditas para empresas e entidades que precisavam medir o tempo de suas operações. Foi a partir dessa nova tecnologia que a DIMEP iniciou um processo de renovação de sua linha de produtos em direção à informatização dos sistemas de ponto.

As visitas na 46ª Retrospectiva poderão ser feitas de 15 a 19 de novembro, das 10h às 17h. Visitas guiadas com monitor especializado devem ser agendadas previamente, com no mínimo 1 dia de antecedência, no telefone (11) 3646-4000 ou e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..  

Mais informações em www.dimep.com.br/museu-do-relogio.

Sobre o Museu do Relógio

Detentor de um acervo de mais de 600 peças vindas de todas as partes do mundo, o Museu do Relógio foi fundado em 1950 pelo Prof. Dimas de Melo Pimenta, também fundador da DIMEP, a partir de uma coleção pessoal. Hoje, graças a aquisições próprias e doações, seu numeroso catálogo inclui modelos históricos, variados e curiosos, que agradam a todo tipo de público: do aficionado por relojoaria aos admiradores de museus; do público acadêmico de diversos setores a crianças e jovens estudantes, que se divertem muito com os modelos Cuco.

O Museu do Relógio abriga todas as tecnologias já usadas pelo homem para a contagem da passagem do tempo e se dedica à difusão da cultura relojoeira no Brasil, sendo um dos principais da área no mundo. 

Um de seus destaques até hoje é um modelo de parede em estilo Luís XV, que tem pedestal próprio e foi produzido em madeira de lei com acabamento dourado, cujos detalhes revelam todo o luxo e ostentação que marcaram a influência cultural e estética da França na Europa.

Ler 1315 vezes