Quinta, Novembro 22, 2018
fatopaulista@hotmail.com Telefone: (11) 2849-1454 ::: Ano IX - Edição n º 268
Terça, 11 Setembro 2018 11:34

Prefeitura inicia segunda fase do programa Reforma Escola

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

Iniciativa prevê a manutenção de 186 unidades educacionais, com investimentos de R$ 93,4 milhões

 

Prefeitura de São Paulo lançou nesta segunda-feira (10), no Centro Educacional Unificado (CEU) Cantos do Amanhecer, na região do Campo Limpo, a segunda fase do programa Reforma Escola de manutenção de prédios escolares. A iniciativa prevê a recuperação de 186 estruturas físicas e edifícios escolares, que não passavam por manutenção havia cinco anos. Os investimentos são de R$ 93,4 milhões.

“Pode parecer pouca coisa quando resolvemos investir na infraestrutura das nossas unidades de educação. Existe um estudo do Banco Interamericano de Desenvolvimento que mostra que o rendimento dos alunos nas unidades melhores equipadas e cuidadas é melhor do que o rendimento dos alunos nas escolas que não estão bem cuidadas”, disse o prefeito Bruno Covas.

O programa é uma ação da Secretaria Municipal de Educação (SME) em parceria com a Secretaria Municipal da Fazenda (SF), responsável pela verba, e pela Secretaria de Infraestrutura e Obras (SIURB), que é detentora da ata de registro de preços para fornecimento à Prefeitura de serviços gerais de manutenção preventiva, correção, reparações, adaptações e modificações de segundo escalão, em instalações municipais e em locais onde a execução destes serviços seja de responsabilidade do município com fornecimento de materiais de primeira linha e de mão de obra especializada.

“Cuidar daquilo que a gente tem é tão ou mais importante do que fazer uma obra nova. Deixar para trás aquilo que a gente tem, só para colocar o nome em uma placa, seria virar as costas para a população. Este programa vai fazer com que a Prefeitura não vire as costas para os nossos equipamentos de educação, para os nossos funcionários e para os nossos estudantes”, afirma o secretário municipal de Educação, Alexandre Schneider.

Durante a ação, também são executados serviços prioritários como cobertura, revisão elétrica e hidráulica, além de intervenções urgentes em problemas pontuais que prejudicam o bom funcionamento da unidade. Os recursos estabelecidos para cada Diretoria Regional de Educação serão proporcionais ao número de Unidades Educacionais vinculadas a cada uma. Cabe aos diretores regionais a indicação dos prédios que receberão as intervenções, estabelecendo ordem de prioridade de acordo com a demanda.

Primeira fase 

A primeira fase do programa está em curso desde maio de 2018 com intervenções nas piscinas dos CEUs que apresentavam problemas ou estavam interditadas total ou parcialmente, além de ações nas unidades que necessitavam de manutenção urgente. A ação irá beneficiar 75 unidades educacionais com um investimento de R$ 53,7 milhões.

Sobre o CEU Cantos do Amanhecer

Inaugurado em fevereiro de 2008, o CEU Cantos do Amanhecer conta atualmente com 1.412 alunos matriculados na EMEF, 181 no CEI e 555 na EMEI. No local são desenvolvidas atividades como futsal, ginástica, alongamento, dança, artes plásticas, jiu jitsu, karatê, corrida, basquete, tênis de mesa, vôlei, capoeira e hidroginástica. O centro conta ainda com ateliê, biblioteca, camarim, ginásio de esportes, piscina, quadras, teatro e telecentro.

Ler 3010 vezes