Sexta, Dezembro 15, 2017
redacao@fatopaulista.com.br / fatopaulista@hotmail.com Telefone: (11) 2849-1454 ::: Ano IX - Edição n º 257
Sexta, 01 Abril 2016 07:31

Semana Municipal do artesão

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

Vereador Alessandro Guedes homenageia artesãos

 

Uma categoria das mais antigas da civilização moderna está comemorando o seu dia, neste sábado, 19 de março. A data reverencia os Artesãos, trabalhadores que se utilizam de habilidades manuais para buscar a sobrevivência. Nesta sexta-feira, 18, o vereador Alessandro Guedes promoveu um evento na Câmara Municipal de São Paulo, no Auditório Freitas Nobre, a fim de chamar a atenção de todos para esses profissionais. Preocupado com o legado cultural do cidadão paulistano, que também possibilita o sustento para milhares de famílias, o parlamentar está propondo um projeto de lei, que visa trazer novas possiblidades de trabalho para os artesãos da cidade.
A iniciativa preserva a concepção de exclusividade que a atividade provoca, já que o artista, muitas vezes, concebe uma única peça de determinada proposta, seja em que material for – cerâmica, papel, tecido; enfim, seja reciclável ou não. Os artesãos comemoram o primeiro passo dado pelo vereador, que elaborou uma proposta dedicando o período entre os dias 13 e 19, como a Semana Municipal do Artesanato. Para isso, foi acrescentado um inciso à Lei 14.485, de 19 de julho de 2007, que ratifica as comemorações sempre na semana indicada.  
De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em torno de 8,5 milhões de pessoas converteram seu trabalho manual em um pequeno negócio, em todo o país. Estima-se que esses microempreendedores mobilizem mais de R$ 50 bilhões ao ano. Somente no estado de São Paulo, a Superintendência do Trabalho Artesanal das Comunidades (Sutaco) já cadastrou mais de 70 mil artesãos. Porém, esses números precisam ser constantemente atualizados, tendo em vista que centenas de novos registros são efetuados a cada mês. Ao profissionalizar a atividade alguns cuidados devem ser tomados e/ou providenciados, e é nisso que trabalha o parlamentar.
“Fazemos um trabalho minucioso a fim de proteger e assegurar o ganha-pão das pessoas que vivem da arte, para que tenham direitos e deveres, como outros trabalhadores. Assim, o artista poderá trabalhar tranquilo, produzindo sempre com prazer e criatividade, além de ter orientação adequada para o desenvolvimento de sua atividade”, sintetiza o vereador Alessandro Guedes.

Ler 306 vezes

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.