Segunda, Outubro 23, 2017
redacao@fatopaulista.com.br / fatopaulista@hotmail.com Telefone: (11) 2849-1454 ::: Ano IX - Edição n º 255
Sábado, 28 Janeiro 2017 13:16

Polemizando 247

Abrindo os trabalhos
Inicio a primeira coluninha de quinta deste ano ao som de Rendição na voz do velho “seu Almir” o eterno Almir Guineto. Com este samba observo livros que clamam serem lidos novamente, vejo uma máquina fotográfica das antigas e uma vitrola maleta da MotoRádio. Peço as benções de Oxalá para o início de mais um ano deste Fato Paulista. Salve amigos, salve guerreiros e guerreiras do dia a dia que – cada um a sua forma – lutam por justiça. Com o mais absoluto respeito a todos as crenças e religiões abrimos a primeira Polemizando do ano.

Três caras do bem, três exemplos para este gordo
Como qualquer um, este humilde gordão vive os altos e baixos da vida e um eterno levanta e cai, cai e levanta e cai, mas sem nunca perder a esperança. Sempre que a vida me dá uma machucada, me dá uma rasteira de leve e quando penso em desistir lembro de três figuras, com quem “já quebrei muito pau”, mas que jamais deixei de admirar.

Três caras do bem, três exemplos para este gordo II
E vamo lá, continuando a nota de cima, antes de falar quem são, acabo de lembrar de versos de Sorriso Aberto de Jovelina Perola Negra “Malandro desse tipo/ Que balança mais não cai/De qualquer jeito vai” . São três caras que jamais desistiram dos seus ideais e muito ensinaram a este gordo, ensinamentos que hoje repasso ao gordinho. Os três são Francisco Roldan Pereira “Chinito”, José Carlos Gutierrez e Leandro Alves Martins, três exemplos por quem este gordo nutre muita admiração. Mas só para “manter a fama de mau”: não abro mão das divergências ideológicas, comerciais e sambisticas.

Ano novo – vida nova
O ano novo chegou e resolvi ser novo também. A partir deste ano vou tomar um jeito na vida e vou virar um cara “socialmente viável”. Já vou começar a freqüentar toda e qualquer reunião, vou virar claque e puxar o saco de quem estiver no poder. Nada deste negócio de criticar aqueles pobres políticos corruptos, nada de criticar aquele empresários que invadem imóvel público, sem essa de ficar criticando aqueles que puxam o saco de político, trocam de lado, esperando um empreguinho. Nada disso porra! Ano novo vida nova! Nada de roda de samba, nada de cerveja, sou um novo cara. Mudei ! Mudei???? Abraça...

Na pegada do samba
E vamo lá na pegada de samba bom, ouvi Espelho e lembrei do meu velho pai e agora estou ouvindo Além do Espelho, enquanto meu filho grita do seu quarto para eu ver um tal de Sleeping Dogs do X-Box.

Subprefeito de Itaquera
É Itaquera – até que enfim – tem um subprefeito do bairro. Nascido em berço nobre de ideais não menos nobres, família tradicional e histórica. O médico Jacinto Reyes é o novo subprefeito de Itaquera e as expectativas são as melhores possíveis, tanto pelo caráter que tem, quanto pelo fato de estar estabelecido no bairro e ter um nome a zelar, diferente de muitos aventureiros que por aqui passaram.

Caixa Preta
Em tempos que avião cai, helicóptero cai, tudo do céu tem caído, será que já abriram a Caixa Preta que não caiu de lugar nenhum, mas que está na Subprefeitura de Itaquera? Todo o cuidado será pouco, pelo menos é o que me dizem as minhas fontes de água mineral.

Bando de puxas sacos
É, Itaquera trocou de Subprefeito e trocou para melhor. Como será que estão aqueles já tradicionais puxas sacos de subprefeitos, migraram com o outro para onde ele foi, ou já estão infestando o saco do atual sub?

Turislixo eu fui!!!
Uma das últimas obras de Fernando Haddad ainda vai dar muito o que falar. Uma via onde foram gastos alguns milhões que atravessa o meio de um aterro sanitário. Isso mesmo! Os desavisados motoristas que estiverem vindo de Mauá rumo a São Mateus, que não vieram pela Jacu Pêssego e se aventurarem pela Sapopemba, vão ter uma experiência única: vão atravessar um aterro sanitário com toneladas de lixo e centenas de urubus voando, sem contar o aroma “agradabilíssimo”. Como sou um entusiasta das obras do Cabeção, estarei nos próximos dias confeccionando algumas dezenas de adesivos com as inscrições “TurisLixo Eu fui!!!”, bem ao estilo de Rock i Rio.

Alô!!!
Um alô com direito a rufo de bateria aos meus amigos de Copo e de Cruz. Amigos que jamais largam este gordão, que têm um baita saco para agüentarem este sambista frustrado e tomador de Boazinha. Salve, todos os rufos de bateria aos meus amigos, irmãos de fé: Ferreira de Matos (grande compositor do samba paulistano), Renzo Baldini da Parada XV (precisamos tomar uma), Edinho Souza de Ermelino, Daya Amorim, Maurício Rocha, Robinho, Paulo do Esfihinha, jornalista Matias Quinino, Enciclopédia do Samba Ronaldo Junqueira, José Carlos Medeiros, Marcão Casa Rosada, Ricardo Barranco, Pássaro, Adriano Bananinha, carnavalesco José Carlos Lisboa, para os polêmicos motociclistas Cobra e Edi dos Rebeldes. Ah calma ai!!! Não posso esquecer do Nego Gu, que muito ajudou este gordão. O meu amigo dos tempos de Emilia de Paiva Meira, Camacho o “Louco” (volta com o bar caraio). Salve também para os não menos polêmicos Nori e Deia do Ferrolho e por falar em Ferro não posso esquecer do casal Izildinha e Bahia. Para toda esta turma do fundo do coração deste humilde gordão: um alô com direito a rufo de bateria!!!

 

Publicado em Polemizando