Quarta, Dezembro 13, 2017
redacao@fatopaulista.com.br / fatopaulista@hotmail.com Telefone: (11) 2849-1454 ::: Ano IX - Edição n º 257
Quinta, 01 Junho 2017 13:09

Osteoporose causada por problemas na paratireoide

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

Osteoporose é o termo técnico para se referir a uma condição de diminuição da quantidade de massa óssea.  Na osteoporose o osso fica fraco com maior risco de quebrar, seja por acidente ou simplesmente nas atividades comuns do dia-a-dia.

 

A osteoporose ocorre, mais comumente, na mulher após a menopausa.  Mas, Dr. Murilo Neves Cirurgião Cabeça e Pescoço da Clinica Medprimus explica que  recentemente, a baixa massa óssea em homens e em mulheres mais jovens vem ganhando destaque nos estudos médicos, apesar de ter uma ocorrência mais incomum.

A osteoporose pode ocorrer tanto por uma baixa capacidade de adquirir massa óssea durante a vida, ou mais comumente, por um excesso de perda de osso.  As causas de perda massa óssea, que causam fraturas e fraqueza do osso, estão relacionadas à deficiência de estrógeno, ao uso de medicações e ao hiperparatireoidismo.

O hiperparatireoidismo é uma doença causada por um tumor localizado na glândula paratireoide (que fica localizada no pescoço ao lado da glândula tireoide).  Essa glândula produz um hormônio (PTH) que retira o cálcio do osso e o coloca no sangue.  Ao longo do tempo, o osso torna-se fraco e com osteoporose.

“Estima-se que o hiperparatireoidismo acometa 50 a cada 100.000 pessoas, mas ocorre principalmente em mulheres.  Além da osteoporose, o hiperparatireoidismo pode causar pedras nos rins, alterações intestinais (como obstipação, má digestão e azia), irritabilidade, perda de memória, entre outros.” Fala Dr. Murilo Neves.

Não é incomum a investigação de uma paciente com osteoporose revelar a presença de um tumor na paratireoide.  Apesar de parecer um diagnóstico ruim, o tumor da paratireoide não é maligno, sendo tratado através de uma cirurgia com elevadas taxas de cura.  Nessa situação, a massa óssea tende a aumentar após a cirurgia melhorando os sintomas e riscos da osteoporose. 

Dr. Murilo Neves

Especialidades: Cirurgia de Cabeça e Pescoço
Formação: Medicina pela Universidade de São Paulo - USP
Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital das Clinicas Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - USP 
Residência médica em Cirurgia de Cabeça e Pescoço pela Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP
Título de especialista em Cirurgia de Cabeça e Pescoço pela Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço - SBCCP
Pós-graduando em Doutorado pelo Departamento de Otorrinolaringologia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço pela Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP

Ler 1845 vezes
Ligia Minaro

Jornalista Responsável: Ligia Minaro - MTB 33.856

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.