Quinta, Abril 27, 2017
redacao@fatopaulista.com.br / fatopaulista@hotmail.com Telefone: (11) 2849-1454 ::: Ano IX - Edição n º 249

Fitcoaching une os benefícios do exercício físico com as técnicas utilizadas em uma sessão de coach

Marcella Vidal (*)

Desinteresse nos estudos, falta de concentração, hiperatividade, baixo rendimento escolar e isolamento social são comportamentos verificados em muitas crianças e que podem levar a diagnósticos de Dislexia ou de Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH).

Segunda, 10 Abril 2017 07:15

Nutrição - Alimentos funcionais e a saúde

Escrito por

*Por Camila Leonardi

Consumo de alimentos naturais favorece a produção de substâncias que previnem o câncer e outras doenças

Detran.SP alerta que dirigir com sono pode ser tão perigoso quanto embriagado; Departamento de Trânsito apoia campanha “Não dê carona ao sono”, promovida pela ABN e Abramet

Segunda, 27 Março 2017 13:10

Polemizando - edição 249

Escrito por

Saco cheio
Confesso que começo esta coluninha de quinta meio macambúzio, meio jururu, como diria o meu saudoso tio Raul. Uma gripe me impede de tomar uma e assim nem samba estou ouvindo, pois para este humilde gordo literalmente “uma chama a outra”. Para mim, deixo bem claro.

Os preços da cebola continuaram a cair nas principais Centrais de Abastecimento (Ceasas) do país em fevereiro. A hortaliça produzida na Região Sul está abastecendo o mercado nacional e segurando os preços em baixos patamares. Em Brasília/DF, o quilo da cebola foi vendido no atacado a R$ 1,27, queda de 15,27%. Os dados estão no 3º Boletim Prohort de Comercialização de Hortigranjeiros nas Ceasas em 2017, divulgado nesta terça-feira (21) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O estudo analisa os preços de comercialização no atacado em fevereiro deste ano.

Indicador do Ipea divulgado nesta quarta-feira (15/03) constata o segundo resultado positivo seguido da indústria

Com algumas mudanças, IR exige cuidados que vão do preenchimento às informações de despesas

Muito barulho pode matar, sim! A OMS aponta que, a cada ano, mais de 210 mil pessoas morrem de ataque cardíaco provocado por barulhos acima de 50 decibéis. Em tempos de trânsito, construções por toda parte e celulares com fones de ouvido, o que pode ser feito? A trisoft aponta uma das soluções: tratamento acústico nas construções.

Quarta, 08 Março 2017 15:38

As vítimas da hipocrisia brasileira

Escrito por

Enquanto penso na forma de iniciar esta coluna, cujo título remete à trágica situação econômica, política e, sobretudo, moral em que nos encontramos depois de apenas três anos de inéditas investigações policiais eficientes e devastadoras sobre a corrupção no Brasil, provavelmente uma mulher está morrendo em decorrência de um aborto clandestino. Muito provavelmente, pois morrem quatro por dia. Soma total em 2015 – daquelas que procuraram socorro em hospitais e mesmo assim morreram: 1.664. Em 2016, até o mês de setembro foram 1.215 mortes. Também em 2016 quase 124 MIL MULHERES procuraram hospitais em decorrência de complicações por abortos ilegais. Os dados são do próprio Ministério da Saúde, que adverte: “fazer aborto clandestino é prejudicial à sua saúde”. Só que como o aborto não está legalizado, as mulheres têm que fazer clandestino mesmo e correr o risco de morrer. Que mundo é esse?

Pagina 1 de 14