Domingo, Maio 27, 2018
redacao@fatopaulista.com.br / fatopaulista@hotmail.com Telefone: (11) 2849-1454 ::: Ano IX - Edição n º 262
Ligia Minaro

Ligia Minaro

Jornalista Responsável: Ligia Minaro - MTB 33.856

Evento será realizado no CEU Jambeiro, no dia 28/04, às 15 horas

Na edição deste Fato Paulista que circulou no dia 21 de março foi estampado em sua primeira página a seguinte manchete: “Coordenador dos fiscais manda multar e depois – supostamente – negocia consultoria”. A reportagem informava o fato do coordenador de CPDU (Coordenadoria de Projetos e Desenvolvimento Urbano) de Itaquera, Alexandre Massola Tavares ser proprietário da empresa TAC – Assessoria que justamente cuida da regularização de empresas sem alvará de funcionamento – por exemplo. A reportagem trouxe a informação dada pela própria funcionária da TAC Assessoria, que informava que uma regularização saia por “cinco mil e um pouquinho” e que o proprietário da empresa atuava – no caso o próprio Alexandre Tavarez – na Subprefeitura de Itaquera.

Uma das escolas de samba mais tradicionais do carnaval paulistano, a Flor de Vila Dalila completou 42 anos de fundação com muita festa e com a presença de grandes nomes do samba e do esporte.

Foi justamente isso que aconteceu no Elite Itaquerense no sábado dia 11 último, quando uma bela festa retrô anos 60, 70 e 80 reuniu um grande público que curtiu os sucesso desta época, dançou e ainda ajudaram a angariar fundos para a construção do refeitório do lar de idosos Casa do Ancião.

Terça, 21 Abril 2015 10:51

De Elite para a elite de Itaquera

Sem dúvida alguma, é uma feijoada com samba elitizada o que acontece a cada quinze dias no clube Elite Itaquerense. Um público seleto formado por advogados, empresários e personalidades da chamada “high society” itaquerense.

Já dizia Dorival Caymmi que "quem não gosta de samba...é ruim da cabeça ou doente do pé". O poeta de Itapoã falava de cátedra. Afinal, a roda de samba, aparentado por raízes africanas da capoeira, surgiu no Recôncavo Baiano e conquistou de tal modo a simpatia popular que, em 2005, o ritmo foi reconhecido pela Unesco como Patrimônio da Humanidade

Exposição “Sentir prá Ver” traz 14 obras da Pinacoteca reproduzidas em relevo, maquetes táteis, extratos sonoros, jogos associativos e audiodescrição; participantes serão vendados e serão estimulados a usar outros sentidos

O projeto Penha Rock, criado e produzido pelo produtor cultural Adriano Pacianotto, é uma iniciativa independente, sem fins lucrativos, que tem como objetivo levar shows de rock e iniciativas socioeducativas e culturais a espaços públicos da zona leste paulistana.

O evento pretende não é apenas angariar recursos financeiros para manter a instituição, mas também difundir a importância da Doação de Medula Óssea entre a população.