Segunda, Junho 25, 2018
redacao@fatopaulista.com.br / fatopaulista@hotmail.com Telefone: (11) 2849-1454 ::: Ano IX - Edição n º 263
Quinta, 26 Março 2015 14:55

A luta do pequeno Gustavo e de sua mãe Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(2 votos)

O pequeno Gustavo Mendes de Souza tem apenas dois aninhos e desde os primeiros quatro meses de sua gestação sofre de Citomegalovírus e Microcefalia, o que o impede de enxergar, ouvir e de se mexer. Mesmo com estas dificuldades – mas com as bençãos de Deus – e com o apoio da mamãe Izabela, com muita garra luta pelo direito de viver.

 

Sem dúvida o pequeno Gustavo é um exemplo a seguir e o que se percebe é a força que ele próprio transmite a sua unida família. A mãe Izabela Aparecida de Paiva Mendes ficou sabendo da deficiência do filho – ainda aos quatro meses de gestação – Com garra e fé em Deus recebeu a informação que o filho não iria enxergar, nem ouvir ou se mexer.

    A batalha do pequeno Gustavo começou logo ao nascer, pois passou por vários períodos internados e assim a mãe não conseguia dar continuidade ao tratamento que inclui fonoaudiologia, fisioterapia e neurologia. Ele vive com oxigênio continuo e um intenso tratamento que requer dedicação integral de Izabela, que não demonstra abatimento sempre afirmando com orgulho "O Gustavo é uma benção de Deus".

     Izabela conta que necessita urgente de tratamento específico para o seu filho, porém está aguardando encaminhamento do Posto de Saúde Santana. Ela já esteve por várias vezes na AACD (Associação de Apoio da Criança com Deficiência) – entidade referência nacional neste tipo de tratamento. Disse que já esteve diversas vezes por lá, mas não conseguiu nada. A mãe explica que no Posto a encaminha a AACD e de lá a encaminham novamente ao Posto, em um dramático "jogo de empurra".

Gustavo utiliza vários medicamentos caros, entre eles, o Vigabatrina que custa R$ 200,00 a caixa e tem que ser usado diariamente pela criança. Além do Gardenal, atropina e a inalação com buscopan.

      Segundo Izabela, Gustavo tem que tomar um leite específico, o Nutren Junuir, que custa R$ 45,00 lata e que cada lata dura 4 dias apenas. Além de todo material de enfermaria, como seringa, gases. Ela destaca que o filho não tem ajuda nenhuma do serviço público. "Até o momento é minha família que ajuda com as despesas que tenho com Gustavo", comenta sem perceber a esperança.

      A única coisa que Izabela gostaria é de um tratamento para o filho, para que Gustavo possa se desenvolver.

Quem puder colaborar com Gustavo, entrar em contato 94788-2244

Ler 4653 vezes
Ligia Minaro

Jornalista Responsável: Ligia Minaro - MTB 33.856

5 comentários

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.