Quinta, Agosto 17, 2017
redacao@fatopaulista.com.br / fatopaulista@hotmail.com Telefone: (11) 2849-1454 ::: Ano IX - Edição n º 253
Quarta, 09 Agosto 2017 06:29

Prefeitura entrega obras e conclui urbanização do Jardim Edite

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

Conjunto beneficiará 68 famílias com moradia, creche, UBS e restaurante-escola no entorno

 

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Habitação, entrega as obras de urbanização do Conjunto Habitacional Jardim Edite II, no bairro do Brooklin, na Zona Sul, nesta terça-feira (8). Os barracos instalados ao lado da Ponte Estaiada deram lugar a um conjunto referência na política habitacional, com área de lazer e equipamento público no entorno. Com esta entrega, a gestão conclui a urbanização do Jardim Edite. 

O edifício do Jardim Edite II teve as obras iniciadas em outubro de 2015, é constituído por 68 apartamentos distribuídos no térreo e em mais 13 pavimentos. As unidades têm área equivalente a 50m² compostas por sala, cozinha, área de serviço, banheiro e dois dormitórios. Todas com ventilação cruzada e iluminação natural em suas fachadas. Os apartamentos adaptados seguem a Norma de Acessibilidade a Edificações Mobiliário, Espaços e Equipamentos Urbanos (NBR 9050).

O conjunto também conta com área de convívio coletivo composto por playground, salão de lazer coberto, áreas verdes com bancos, espaço para bicicletas ou motos e miniquadra poliesportiva. O espaço recebeu o nome de “Quadra Poliesportiva – Gerôncio Henrique Neto”, em homenagem à luta de um morador da comunidade, beneficiado com um apartamento no Conjunto Edite I. Neto faleceu em 2015, vítima de um atropelamento.

A construção do Jardim Edite II faz parte de um acordo para a extinção de uma ação civil movida pela Defensoria Pública para abrigar 68 famílias remanescentes da favela Jardim Edite I, que optaram por morar no local e não foram atendidas na primeira etapa do empreendimento. Entre 2012 e 2013, foi entregue o primeiro conjunto, composto por 252 unidades habitacionais e equipamentos institucionais, que também atenderão às famílias do Edite II, com Unidade Básica de Saúde (UBS), creche com vaga para 160 crianças e restaurante-escola.

Definido como um projeto de interesse social, o Jardim Edite vai além da proposta de melhoria da condição de vida dos ex-moradores dos assentamentos precários que ocupavam o local. O projeto permitiu, também por meio de equipamentos públicos previstos no entorno, a integração social entre as habitações construídas e a rica vizinhança – o cruzamento das avenidas Engenheiro Luís Carlos Berrini e Jornalista Roberto Marinho.

A entrega deste conjunto habitacional irá resultar no atendimento definitivo de 320 famílias (252 no Edite I e 68 no II). Somadas às demais famílias oriundas da favela Jardim Edite, atendidas em outros empreendimentos na região, o número total de beneficiados com as obras é de 667 famílias. São 4.965,31 metros quadrados de área construída com investimento de R$ 9.054.713,34, sendo R$ 5.049.586,34 da Operação Urbana Água Espraiada e o restante com recursos municipais.

Ler 87 vezes
Ligia Minaro

Jornalista Responsável: Ligia Minaro - MTB 33.856

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.