Quinta, Abril 27, 2017
redacao@fatopaulista.com.br / fatopaulista@hotmail.com Telefone: (11) 2849-1454 ::: Ano IX - Edição n º 249
Terça, 18 Abril 2017 10:53

80% das doenças visuais são preveníveis e podem ser tratadas, indica OMS

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

Conselho Brasileiro de Oftalmologia aponta que até 2020 o número de deficientes visuais deve aumentar devido as consequências de maus hábitos alimentares e doenças crônicas

 

A saúde ocular sempre esteve sujeita a alterações causadas por diversos fatores, no entanto três deles são decisivos.O estilo de vida, o diagnóstico tardio e a falta de tratamento podem ser considerados as principais causas da cegueira, isso porque,de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 80% de todas as causas de deficiência visual são preveníveis ou curáveis, dessa forma, a ausência de uma alimentação equilibrada e da prática de atividade física também são grandes responsáveis pela manutenção da visão.

Assim como podem influenciar negativamente, os hábitos alimentares também são armas que devem ser usadas na prevenção e controle de diversas enfermidades oculares, comoo edema macular diabético,adegeneração macular da retina por idade e aoclusão da veia central da retina.  A seguir concentramos mais informações sobre cada uma delas:

EDEMA MACULAR DIABÉTICO (EMD)

A doença é caracterizada pelo acúmulo de líquido na mácula, localizada na parte central da retina, o que leva à perda de visão gradual, mas de forma acelerada.“O edema macular diabético é o acúmulo de liquido na região central da retina devido ao aumento dos níveis de açúcar no sangue e que ocasiona a perda de acuidade visual de forma progressiva. Essa é uma consequência muito comum do diabetes descontrolado, e por isso sempre observamos o paciente diabético mais de perto”,reforça o doutor Acácio Muralha Neto, Presidente da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo.

De acordo com um levantamento daSociedade Brasileira de Diabetes (SBD), realizado em 2017,o Brasil ocupa a 4ª posição entre os países com maior prevalência de diabetes, isso quer dizer que13,7 milhões de brasileiros estão mais suscetíveis ao risco de desenvolver o EMD.

DEGENERAÇÃO MACULAR DA RETINA RELACIONADA A IDADE (DMRI)

É degeneração da mácula ocasionada pelo envelhecimento. Essa deterioração causa uma diminuição da visão com a presença de uma mancha central no campo de leitura.Segundo estimativas da Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), aproximadamente 3 milhões de brasileiros acima dos 65 anos sofrem com a DMRI. Pacientes que ao longo da vida se expuseram a uma grande quantidade de radiação solar, que levam uma dieta rica em gordura e são tabagistas também estão suscetíveis a alteração.

OCLUSÃO DA VEIA CENTRAL DA RETINA (OVCR)

No caso da OVCR, há uma interrupção no fluxo sanguíneo da principal veia responsável por alimentar a retina, o que pode causar hemorragias e alterações no fundo do olho, comprometendo o campo visual do indivíduo. É comum que a perda da visão seja repentina e em apenas um dos olhos.“Durante a avaliação clínica é muito comum ouvir que aquele paciente tem outras doenças crônicas como a alteração da pressão arterial ou diabetes, e é nesse momento que ele percebe a influência que os hábitos saudáveis podem impactar na capacidade de enxergar”,informa o especialista.

A progressão da OVCR é fortemente induzida pela hipertensão e alto colesterol, mas a diabetes e o glaucoma também são fatores de risco importantes.ASociedade Brasileira de Hipertensos (SBH) afirma que 33% da população é hipertensa, e, portanto, este grupo de pessoas estão na zona de riscos de desenvolver a OVCR.

Independentemente de qual for o distúrbio ocular, levar um estilo de vida saudável é essencial para a o controle e prevenção do agravamento dessas doenças.“A partir do momento em que o paciente é diagnosticado com o EMD ou a OVCR, por exemplo, é recomendado que haja uma mudança nos hábitos. Para isso, o acompanhamento com nutricionista e a prática de atividade física, além do encaminhamento para o especialista na doença crônica diagnosticada, são essenciais para o sucesso da administração dos distúrbios que estão contribuindo para a perda visual e, consequentemente, para a saúde ocular”,explica Neto.

Quando o paciente é diagnosticado com alguma enfermidade, o tratamento indicado tem como função interromper a progressão da doença e restaurar, quando possível, a visão perdida. O uso de terapias como o Aflibercepte(EYLIA®, da Bayer),por exemplo, é uma forma de tratamento inovadora queprevine a cegueirapotencialmente desenvolvida pela EMD, DMRI e OVCR. O uso do medicamento se faz por meio de aplicações intraoculares que atuam diretamente na área afetada.

Ler 75 vezes
Ligia Minaro

Jornalista Responsável: Ligia Minaro - MTB 33.856

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.