Segunda, Outubro 22, 2018
redacao@fatopaulista.com.br / fatopaulista@hotmail.com Telefone: (11) 2849-1454 ::: Ano IX - Edição n º 267

Subprefeito de Itaquera não fiscaliza acessibilidade e acaba no Ministério Público

O presidente da Andecon – Associação Nacional de Defesa do Consumidor, Rodinei  Lafaete denunciou o subprefeito de Itaquera no Ministério Público alegando suposta prática de improbidade administrativa quanto a fiscalização de estabelecimentos comerciais que não atendem a Lei da Acessibilidade. O fato deve ganhar repercussão, além do bairro de Itaquera, pelo simples fato do então subprefeito ainda ter acusado o presidente da Andecon de “querer ganhar dinheiro com isso...” e ainda pela demonstrada certeza da impunidade ao afirmar “faz isso, pode mandar para o Ministério Público”.

Publicado em Cotidiano

A partir de uma denúncia publicada neste Fato Paulista em março do ano passado a Corregedoria Geral do Município abriu sindicância para apurar a ação do coordenador de CPDU da Subprefeitura de Itaquera, coordenadoria que entre outras atribuições fiscaliza estabelecimentos comerciais  e o uso e ocupação do solo.

Publicado em Cotidiano

Depois de denúncia do Fato Paulista a Prefeitura Municipal de São Paulo enviou o caso do coordenador de CPDU (Coordenadoria de Projetos e Desenvolvimento Urbano) de Itaquera, Alexandre Massola Tavares a CGM – Controladoria Geral do Município, órgão que apura denúncias que envolvem servidores públicos municipais.

Publicado em Cotidiano

Claro que os petistas mais tradicionais não aceitaram ou ao menos ainda não engoliram a figura do Michel Temer no comando político da Nação. Em momento de crise a fim de estacar uma hemorragia de criticas a manobra pode até mesmo valer a pena. Mas difícil é aceitar um partido que sempre “foi governo” no comando de um governo eleito democraticamente pelo povo brasileiro. Alguém se lembra de quando o PMDB foi realmente oposição?

Publicado em Editorial

Na edição deste Fato Paulista que circulou no dia 21 de março foi estampado em sua primeira página a seguinte manchete: “Coordenador dos fiscais manda multar e depois – supostamente – negocia consultoria”. A reportagem informava o fato do coordenador de CPDU (Coordenadoria de Projetos e Desenvolvimento Urbano) de Itaquera, Alexandre Massola Tavares ser proprietário da empresa TAC – Assessoria que justamente cuida da regularização de empresas sem alvará de funcionamento – por exemplo. A reportagem trouxe a informação dada pela própria funcionária da TAC Assessoria, que informava que uma regularização saia por “cinco mil e um pouquinho” e que o proprietário da empresa atuava – no caso o próprio Alexandre Tavarez – na Subprefeitura de Itaquera.

Publicado em Cotidiano

Este sim pode ser o maior golpe na gestão do prefeito Fernando Haddad. Um golpe que nem mesmo a oposição seria capaz de acertar. Nos últimos dias os já combalidos comerciantes do bairro de Itaquera começaram a receber uma saraivada de multas e autuações da fiscalização da Subprefeitura – depois que Itaquera ganhou novo coordenador de CPDU – o "presente de grego" Alexandre Tavares. Para piorar a situação o próprio é dono de uma empresa que promete a regularização de empresas como licença de funcionamento e alvarás para obras por módicos R$ 5 mil, conforme costatou a reportagem do jornal Fato Paulista, junto a própria funcionária da empresa que afirmou que a regularização seria fácil já que o proprietário trabalha na Subprefeitura de Itaquera. Ela afirmou ainda que o proprietário da TAC – Alexandre Tavares pode ser encontrado todos os dias na sede da empresa na parte da manhã.

Publicado em Cotidiano