Quarta, Dezembro 13, 2017
redacao@fatopaulista.com.br / fatopaulista@hotmail.com Telefone: (11) 2849-1454 ::: Ano IX - Edição n º 257

O caso remete ainda ao tempo da gestão de Fernando Haddad a frente da prefeitura paulistana, quando o presidente da Andecon - Associação Nacional de Defesa do Consumidor - Rodinei Lafaete solicitou ao então subprefeito - o funcionário público concursado Maurício Luis Martins, a fiscalização de 18 clinicas dentárias no centro do bairro que não detém as condições mínimas de acessibilidade.

Publicado em Cotidiano
Quarta, 21 Dezembro 2016 15:55

Fenaj repudia atitude do subprefeito

A FENAJ – Federação Nacional dos Jornalistas emitiu “nota de repúdio” ao subprefeito de Itaquera Maurício Luis Martins em face do episódio ocorrido em 4 de novembro passado, quando o jornalista Rodinei Lafaete foi impedido de distribuir exemplares do Fato Paulista na sede da Subprefeitura  , inclusive quando foi “escoltado” por homens da GCM – Guarda Civil Metropolitana, em clara tentativa de intimidação a liberdade de imprensa. Como faz com os questionamentos do Fato Paulista, alusivos a sua administração, Maurício Luis Martins também ignorou os contatos da FENAJ e não emitiu nenhuma posição junto a esta Federação.

Publicado em Cotidiano

Subprefeito de Itaquera não fiscaliza acessibilidade e acaba no Ministério Público

O presidente da Andecon – Associação Nacional de Defesa do Consumidor, Rodinei  Lafaete denunciou o subprefeito de Itaquera no Ministério Público alegando suposta prática de improbidade administrativa quanto a fiscalização de estabelecimentos comerciais que não atendem a Lei da Acessibilidade. O fato deve ganhar repercussão, além do bairro de Itaquera, pelo simples fato do então subprefeito ainda ter acusado o presidente da Andecon de “querer ganhar dinheiro com isso...” e ainda pela demonstrada certeza da impunidade ao afirmar “faz isso, pode mandar para o Ministério Público”.

Publicado em Cotidiano

Dormindo com o Inimigo, pode mesmo estar o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, que em nome da “tal governabilidade” privilegia em subprefeituras históricos “mureteiros” em detrimento de reais aliados do próprio partido.

Publicado em Editorial

Não é difícil imaginar – que na Subprefeitura de Itaquera no mínimo muita incompetência administrativa pode mesmo estar minando os rumos da gestão do prefeito Fernando Haddad. Depois da inauguração de um centro gastronômico com imóveis erguidos em alvenaria que foram - supostamente cedidos sem processo licitatório com apenas uma autorização de uso de três meses, agora surge uma nova denúncia: a de suposto pagamento de R$ 20 mil efetuado por cada contemplado para o uso do espaço por dois anos.

Publicado em Cotidiano

Depois de denúncia do Fato Paulista a Prefeitura Municipal de São Paulo enviou o caso do coordenador de CPDU (Coordenadoria de Projetos e Desenvolvimento Urbano) de Itaquera, Alexandre Massola Tavares a CGM – Controladoria Geral do Município, órgão que apura denúncias que envolvem servidores públicos municipais.

Publicado em Cotidiano

Claro que os petistas mais tradicionais não aceitaram ou ao menos ainda não engoliram a figura do Michel Temer no comando político da Nação. Em momento de crise a fim de estacar uma hemorragia de criticas a manobra pode até mesmo valer a pena. Mas difícil é aceitar um partido que sempre “foi governo” no comando de um governo eleito democraticamente pelo povo brasileiro. Alguém se lembra de quando o PMDB foi realmente oposição?

Publicado em Editorial

Na edição deste Fato Paulista que circulou no dia 21 de março foi estampado em sua primeira página a seguinte manchete: “Coordenador dos fiscais manda multar e depois – supostamente – negocia consultoria”. A reportagem informava o fato do coordenador de CPDU (Coordenadoria de Projetos e Desenvolvimento Urbano) de Itaquera, Alexandre Massola Tavares ser proprietário da empresa TAC – Assessoria que justamente cuida da regularização de empresas sem alvará de funcionamento – por exemplo. A reportagem trouxe a informação dada pela própria funcionária da TAC Assessoria, que informava que uma regularização saia por “cinco mil e um pouquinho” e que o proprietário da empresa atuava – no caso o próprio Alexandre Tavarez – na Subprefeitura de Itaquera.

Publicado em Cotidiano

A equipe deste jornal esteve na segunda feira dia 18 reunida com o subprefeito de Itaquera, Mauricio Luis Martins e tentou ouvir uma resposta para a reportagem ( veja página 3) e outras questões pendentes na comunidade itaquerense, como a acessibilidade, mas ele foi evazivo nas respostas e prometeu enviá-las mais detalhadas até o fechamento desta edição, o que não ocorreu. Leia abaixo a integra da entrevista.

Publicado em Cotidiano