Segunda, Novembro 20, 2017
redacao@fatopaulista.com.br / fatopaulista@hotmail.com Telefone: (11) 2849-1454 ::: Ano IX - Edição n º 256
Segunda, 06 Novembro 2017 11:26

Saiba o que vai mudar nos parques municipais Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

Serão 14 parques municipais concedidos a iniciativa privada, entre eles o badalado Parque do Ibirapuera e o Parque do Carmo em Itaquera. Os interessados deverão realizar investimentos de melhorias e manutenção e assumir integralmente as despesas de operação. Mas vale destacar que a Prefeitura fiscalizará cada equipamento concedido com o objetivo de verificar se as melhorias firmadas em contrato estarão sendo realizadas.

 

Apesar de polêmica, a concessão dos parques municipais à iniciativa privada gera expectativa positiva em parte dos paulistanos, outra fatia da população, porém, teme pela “cobrança de entrada” aos usuários. O prefeito João Doria – em entrevistas – tem destacado que o “objetivo não é o resultado financeiro e sim operacional”. Ele enfatiza que a intenção é melhorar a qualidade dos parques da cidade de forma que atendam os freqüentadores de forma satisfatória e gratuita.
Com as concessões existem promessas da Prefeitura que os parques terão mais eficiência em limpeza, manutenção, iluminação, segurança, além, do manejo adequado da fauna e da flora. Outro argumento da Prefeitura para justificar as concessões é a informada economia de até 40% do orçamento de 180 milhões destinados anualmente para a manutenção de 107 parques municipais, mas vale ressaltar que deste total apenas 14 serão a princípio destinados a iniciativa privada.
Entre as etapas de todo o processo de concessão a Prefeitura informa que haverá uma consulta pública, após as manifestações de interesse. A PMSP tornou público ainda os seguintes pontos básicos da iniciativa: 1) Não será cobrado ingresso dos freqüentadores dos parques; 2) As concessionárias assumirão todas as despesas de operação; 3) As concessionárias devem fazer investimentos nos parques; 4) Deve ser fomentada a integração com quem já tem permissão para trabalhar nos parques; 5) Caberá à Prefeitura, a fiscalização dos resultados acordados em contrato; 6) Todas as regras referentes aos parques e áreas verdes deverão ser respeitadas e terão seu cumprimento fiscalizado.

Prefeitura garante que não serão cobradas entradas nos parques

Os opositores ao plano de concessões usam como argumento as possíveis cobranças de taxas e entradas para que os freqüentadores usufruam dos parques. Informação esta negada pela Prefeitura que garante : “não haverá cobranças de ingressos”. Abaixo a integra das perguntas e respectivas respostas que o Fato Paulista enviou a assessoria de comunicação do prefeito João Dória.
Fato Paulista: Quais os parques que serão privatizados?
Prefeitura: É preciso esclarecer que os parques municipais não serão privatizados, mas sim concessionados. O objetivo é fazer a concessão dos 108 parques, ou seja, passar a gestão dos equipamentos para a iniciativa privada.
 
Fato Paulista: Com a concessão, quais os benefícios que a população terá com essa privatização?
Prefeitura: Mais uma vez repito, não é uma privatização, mas sim uma CONCESSÃO. A ideia é oferecer um serviço de qualidade aos frequentadores dos parques que hoje não encontram banheiros em bom estado, locais para alimentação, acessibilidade etc. O objetivo é que a iniciativa privada faça investimentos nos equipamentos e com isso a população tenha parques mais bem cuidados e seguros.
 
Fato Paulista: Quais os melhoramentos que as empresas concessionárias terão que fazer nos parques?
Prefeitura: Os interessados na concessão de parques deverão obedecer 3 premissas básicas:
- nunca cobrar ingresso
- fazer investimentos, melhorias
- fazer a gestão
 

Ler 1329 vezes
Ligia Minaro

Jornalista Responsável: Ligia Minaro - MTB 33.856

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.