Sábado, Outubro 21, 2017
redacao@fatopaulista.com.br / fatopaulista@hotmail.com Telefone: (11) 2849-1454 ::: Ano IX - Edição n º 255
Segunda, 02 Outubro 2017 06:34

Parque do Carmo será privatizado Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

Apesar de muitas discussões e muitos prós e contras apontados por munícipes, a privatização já é uma realidade na cidade de São Paulo. Há até quem sugira engrossar a lista de privatizações incluído também as chamadas CEIs (centros de educação infantil), muitas delas geridas por presidentes de associações, alguns sem o mínimo de qualificação para o trato com crianças.

 

Em sessão tumultuada a Câmara Municipal de São Paulo aprovou - na quinta feira dia 21 último - o pacote de concessões de equipamentos e serviços públicos a iniciativa privada. Para obter a vitória com 38 votos a favor, o prefeito João Dória cedeu a pressão de vereadores e acabou retirando do projeto a concessão de 12 mercados municipais e 17 sacolões, mas manteve o Complexo Cantareira composto pelo tradicional Mercadão Municipal e o Mercado Kinjo Yamato.
Os permissionários destes dois equipamentos protestaram. Para os itens retirados da pauta ( mercados e sacolões municipais) o Executivo deve enviar para o Legislativo novos projetos. O Estádio Paulo Machado de Carvalho também já foi entregue a iniciativa privada. No pacotão aprovado na quinta feira foi autorizada a concessão à iniciativa privada, além de parques, (entre eles o Parque do Carmo em Itaquera) e praças, a gestão do bilhete único, terminais de ônibus , serviço de guincho e pátios de veículos.
Com aprovação de mais este pacote de privatizações volta a baila uma antiga polêmica, desde a concessão das rodovias estaduais, ainda no governo de Mário Covas. Na época alguns denunciavam o que chamavam de “entrega do patrimônio público aos empresários” outros apontavam as melhorias que as privatizações poderiam trazer para as rodovias.
Os anos passaram e hoje as rodovias privatizadas - apesar do alto custo do pedágio - recebem elogios até daqueles que foram contrários. Não são raros os motoristas que preferem viajar em uma rodovia privatizada, por uma série de fatores, entre eles a segurança.
É claro que para conceder um equipamento público a iniciativa privada o governo cobra uma série de contrapartidas a municipalidade, entre elas a qualidade dos serviços a serem prestados. Apesar de polêmica a questão gera expectativas positivas entre a população, principalmente quanto aos parques municipais que hoje são exemplo de abandono e descaso por parte do Poder Público. Este Fato Paulista denunciou meses atrás o estado de completo abandono do Parque Raul Seixas do Conjunto habitacional José Bonifácio em Itaquera.

Há quem sugira a cessão da Educação Infantil para a iniciativa privada

Uma rápida conversa com pais de crianças atendidas pelas chamadas CEIs (centros de educação infantil) qualquer um pode saber das reclamações destes pais que não têm onde deixar os seus filhos para irem em busca do “pão nosso de cada dia”.
Claro que todo pai e mãe consciente teme pelo bem estar do filho e pedem o anonimato quando abordam esta questão, mas muitos destes pais apontam uma série de irregularidades, desde a alimentação até o preparo dos gestores destas unidades.
Quanto a falta de preparo dos gestores, vale destacar que apesar de tudo ser supervisionado pela Secretaria Municipal de Educação, existem falhas e falhas grotescas que geraram até o descredenciamento de entidades que administravam estas unidades. Apesar de muitos dos gestores terem uma história social em movimentos políticos e eleitorais, muitos deles não têm formação em educação e tampouco experiência.
Se fosse o caso da entrega das CEIs a iniciativa privada o natural seria a cessão destes espaços a escolas particulares, muitas delas há décadas cuidando do bem estar de crianças. Ou ainda, a economia para os cofres públicos surgiria se as crianças da rede pública de educação infantil fossem transferidas para escolas particulares, todas subsidiadas pela Prefeitura, claro que após a análises técnicas por parte da Secretaria Municipal de Educação.

Ler 636 vezes
Ligia Minaro

Jornalista Responsável: Ligia Minaro - MTB 33.856

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.