Sábado, Julho 29, 2017
redacao@fatopaulista.com.br / fatopaulista@hotmail.com Telefone: (11) 2849-1454 ::: Ano IX - Edição n º 253
Terça, 02 Maio 2017 12:04

As mudanças na circulação de ônibus e carros na Avenida Mateo Bei  Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

* Gilson Barreto

A implantação da faixa exclusiva de ônibus na Avenida Mateo Bei, em julho de 2015, com a consequente proibição do estacionamento ao longo da via, sem nenhum estudo de impacto econômico, afetou não só o dia a dia dos consumidores mas também foi responsável pela queda de cerca de 40% nas vendas, com ameaça à manutenção de cerca de dois mil empregos diretos. 


Por tudo isso, tivemos que reagir a mais essa medida infeliz da administração anterior. Unimos força com o comércio local e com entidades de classe em busca de uma solução para esse problema. 
Participamos, também, na Câmara Municipal, de uma audiência pública para debater o funcionamento da faixa exclusiva de ônibus na avenida. A iniciativa foi da Comissão de Trânsito, Transporte, Atividade Econômica, Turismo, Lazer e Gastronomia. Na ocasião, representantes do Sindicato dos Comerciários de São Paulo e da Câmara de Dirigentes Lojistas de São Mateus (CDL) lotaram o plenário da casa. 
Um dos problemas que observamos foi o fato de que a faixa de ônibus funciona das 6h às 20h, ou seja, durante quatorze horas. Pouquíssimas avenidas operam assim, com esse intervalo. Resultado: clientes não têm onde estacionar e acabam abandonando o comércio local. 
Felizmente, o Governo Doria, do PSDB, sensível ao impacto de todos esses transtornos, ouviu a região e anunciou as alterações necessárias, com o apoio do secretário de Transportes e Mobilidade, Sérgio Avelleda, com quem tive o prazer de me reunir. 
Também conversamos com o presidente da SPTrans, José Carlos Nunes Martinelli, com técnicos e representantes do CET e com o prefeito regional Fernando Elias Alves de Melo, sempre com o entendimento do quanto será necessário fazer para superarmos esse período difícil para todos. 
Estou convencido de que, depois de muita luta, com a flexibilização do horário os ônibus continuarão a circular com maior velocidade e com intervalos menores nos horários de pico, sem prejuízo para quem está indo trabalhar ou voltando para casa. 
Aliaremos, assim, o transporte público de qualidade com a preservação da renda do comércio e a garantia do emprego de milhares de pessoas. 

(*) Vereador de São Paulo

Ler 383 vezes

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.