Segunda, Agosto 20, 2018
redacao@fatopaulista.com.br / fatopaulista@hotmail.com Telefone: (11) 2849-1454 ::: Ano IX - Edição n º 265
Terça, 02 Fevereiro 2016 10:02

Prefeitura lacra obra inaugurada pela Subprefeitura de Itaquera Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(3 votos)

Não durou muito. O sonho de humildes pequenos comerciantes não durou mais que alguns poucos meses. O Centro Gastronômico de Itaquera idealizado por um Núcleo de Desenvolvimento de Itaquera, foi lacrado pela Prefeitura paulistana. O que é de se estranhar, é que até mesmo o próprio prefeito Fernando Haddad participou da inauguração, dando mostra que tudo estava legalizado. Mas não.

 

Desde o início de tal empreendimento, este Fato Paulista vinha alertando e questionando a Subprefeitura de Itaquera sobre a legalidade da iniciativa. Um dos questionamentos era o seguinte: como uma entidade privada o Núcleo de Desenvolvimento de Itaquera ou Câmara de Lojistas de Itaquera, estaria administrando e cedendo espaços em logradouros públicos sem processo licitatório. Outro questionamento foi sobre o suposto pagamento de valores as entidades citadas por parte dos comerciantes beneficiados. Estas e outras perguntas foram encaminhadas a Assessoria de Comunicação da Subprefeitura de Itaquera, que jamais foram respondidas em uma clara e evidente discriminação a um jornal de bairro não habituado a paparicar os detentores de Poder.
Como última tentativa este pequeno, mas valente jornal, tentou entrar em contato com a Secretaria Municipal de Comunicação (Secom) e o máximo que foi informado foi que os questionamentos do Fato Paulista eram “boatos”. Com toda a chamada grande imprensa, politiqueiros, aspones, puxas-sacos, papagaios de pirata, Fernando Haddad inaugurou tal centro gastronômico.
Os comerciantes iludidos com o sonho do crescimento investiram ali suados reais em equipamentos, pintura, estoque e tempo. Mas hoje vêem o sonho lacrado pela Prefeitura Municipal de São Paulo. Vale destacar que toda a tal conquista foi avalizada pela Subprefeitura de Itaquera, tanto que no dia na inauguração, presente aos flashs, selfies e afins estava o titular da unidade.
Hoje além de todo o prejuízo que tomaram, além de terem passado o final de ano sem uma fonte de renda, os comerciantes estão sendo processados pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Itaquera em ações com valores entre R$ 20 mil e R$ 50 mil. Vale outra dúvida: a fictícia conquista foi atribuída a um Núcleo de Desenvolvimento de Itaquera, mas os pequenos comerciantes estão sendo processados pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Itaquera.
Uma estrela de seis pontas ofuscada pela incompetência, despreparo e menosprezo por parte de servidores municipais pagos pelo erário público. Na primeira ponta a Subprefeitura de Itaquera que deixou a pulga crescer mais que o cachorro e acatou as determinações de uma entidade privada. Segunda ponta: entidade privada com poucos comerciantes associados e que de uma hora para outra começou a coordenar a cessão de um espaço público sem processo licitatório. Terceira ponta: pequenos comerciantes que provavelmente tiraram do sustento em prol de um sonho que se tornou pesadelo. Quarta ponta: Incauto prefeito que inaugura uma obra irregular e depois volta atrás e lacra tudo. Quinta ponta: servidora municipal da Secretaria de Comunicação que alegou que tudo não passava de boatos e colocou o prefeito em uma gelada. Sexta e última ponta: jornal alternativo que desde o começo tentou alertar, buscou respostas e a única resposta que teve foi o silêncio por parte do Governo. Com quem está a verdade?

Ler 6582 vezes