Terça, Outubro 16, 2018
redacao@fatopaulista.com.br / fatopaulista@hotmail.com Telefone: (11) 2849-1454 ::: Ano IX - Edição n º 267
Terça, 29 Novembro 2016 15:56

Polemizando - Edição 245

Abrindo os trabalhos...
Com as benções de Oxalá, com o mais absoluto respeito a todas religiões, credos e crenças é que abrimos os trabalhos desta “coluninha de quinta”, ao som de Sorriso Aberto, eterno sucesso da Dona Jovelina.

                                       

Escolha do subprefeito
Tem coisas que somente “tomando uma” para agüentar. Como alguém investigado pelo Ministério Público pelo fato de ter loteado uma praça e vendido espaço a incautos comerciantes que caíram no “conto” da taxa de manutenção, como alguém com este Know hall tenta organizar a escolha de um subprefeito de um bairro-cidade.  Claro que o futuro secretário Bruno Covas pode até atender o telefone, ser educado e cortez, mas claro que vai puxar a capivara de quem se intitula “lider do bairro”.

                                       

Escolha do subprefeito
Para piorar a situação tem gente que afirma que o dito      loteador de praças é um  “mal necessário” para escolha e ainda mais, pois oferece estrutura nas reuniões como o lanche que serve.  P.... ( sem reticências é porra mesmo) nem em convenção de partido o pessoal ainda cai nesta do “lanche”. Será que ninguém percebeu que o mesmo,  é que quer ser o subprefeito? Por falar “em tudo na manha”, como ainda existe gente que acredita em Papai Noel! Ahh... estava esquecendo,  estarei nos próximos dias referendando – por escrito – o nome da Pé Frio de Itaquera para participar das reuniões.

                                               

  Jornaleco
Por que será que “quando o bicho pega”, os apadrinhados políticos adjetivam este jornal como jornaleco de m....

                                           

Jornaleco de M...
Recentemente um apadrinhado político – que com medo de perder o empreguinho – andou se ajoelhando para deputados. Olha somente não vale se ajoelhar para deputado envolvido em esquema de merendas.

                                           

Jornaleco de M...2
Outro que já chamou este Fato Paulista de “jornaleco de M...” resolveu mudar o visual. Resolveu deixar barba, estranhamente, depois que a Justiça oficializou a delação premiada da Odebrecht. Por que andar disfarçado? MOMENTO DICA DO GORDÂO:  Olha ali na Maria Cursi tem uma casa que vende perucas e barbas  - que podem ser usadas como disfarce.

                                  

Mau cheiro em São Mateus
E por falar em safado disfarçado. De onde vem  o estranho mau cheiro que tem surgido em São Mateus, mais precisamente no Alto Alegre, Jardim Arantes e Limoeiro?   Todo o dia passo por lá e o mau cheiro é  insuportável, sem contar os urubus que sobrevoam a região.

                                           

Blog do Paulinho
Confesso que não conhecia, mas muito bom este blog hein. Foi neste blog que fiquei sabendo que uma tal de Erica Papa, não sei o que, acho que Erica Papanicolau estava com cargo em Itaquera por indicação do deputado Andrés Sanches, agora na condição de investigado na Lava Jato.

                                             

Bobo alegre
Ou o cara é muito trouxa ou é uma forma de mostrar tranqüilidade. Depois de oficializada mais uma delação premiada que com certeza vai respingar em muito assessorzinho e em muito apadrinhado político. O babaca – que não respeito os direitos dos deficientes físicos – continua postando piadinhas, postando que está almoçando, que está jogando vídeo- game. Será que o vereador que o criou está gostando de tanta tranqüilidade? Ou será que já racharam depois do pífio resultado na região? Mas se racharam a m... já está feita.

                                                 

Alô!!!!
Ihhhh.... Alô Itaquera, Alô Ermelino Matarazzo, Alô São Mateus.. Chegou  o momento do salve... Um alô com direito a rufo de bateria aos meus amigos de copo e de cruz Anderson  Garcia Lorde (melhoras e precisamos tomar uma) ao Fran, ao Bigode Araújo, ao Renzo Baldini (qualquer dia colo no Sete para tomar uma), para o Daya Amorin, para o Bill dos Onze Garotos, sem esquecer do Gesão MC. Calma ai, tem mais rufo de bateria. Rufaço de bateria para o pessoal da Primeira da Lider (quanta história esta escola tem, salve seu  Odair onde quer que esteja). Sem esquecer do Adriano Bananinha do Sinhá, do Alvaro, do Ney da Gleba. Calma ai , rufaço para o jornalista Rodinei Lafaete que defende as crianças com câncer. Rufo também para as minhas amigas da Casa Rosada: Auriane, Dona Olivia e Maria.  Sem esquecer do Maurício Rocha, do Pássaro, Janilson Gê (amigo de longa data) e claro, os carnavalescos José Carlos Lisboa e Luiz Layk. Para toda esta turma – do fundo do coração deste humilde gordão – um alô com direito a rufo de bateria!!!!!

Publicado em Polemizando
Segunda, 24 Outubro 2016 14:35

Polemizando - edição 244

Uhhhhhh.....uhhhhhhhh. uhhhhhhh. Uhhhhhhhh...
Começamos esta coluna no mais absoluto clima de hollowen, o mais sombrio possível... pois, ela está de volta mais forte do que nunca. Ziquizira brava...

Publicado em Polemizando
Quarta, 28 Setembro 2016 15:22

Polemizando - edição 243

Bobão do Corredor
Caráter realmente é difícil de encontrar nos dias de hoje. Então quer dizer que o Bobão do Corredor depois de puxar o saco da atual administração, lamber um monte de botas de poderosos de ocasião, acabou  virando a casaca? Ainda mais está vendendo ao candidato tucano uma ideia como se fosse sua, mas que já existe até projeto tramitando no Palácio Anchieta. Esta é mais uma do Bobão do Corredor.

Publicado em Polemizando
Segunda, 05 Setembro 2016 13:47

Polemizando - edição 242

Propaganda Eleitoral Gratuita
Nestas eleições vote em um candidato que não anda do lado do Poder, mas no saco dos poderosos. Nesta eleição vote em quem já foi conselheiro participativo e não fez porra nenhuma, vote em quem montou um comércio e faliu, vote no trouxa que contou com a “sociedade itaquerense” para lotar o seu estabelecimento e se fornicou. Nestas eleições, desperdiçar por desperdiçar o voto é bobeira, vote em uma mala do bairro. Bobão do Corredor. Com Bobão do Corredor você não precisa votar em malas de fora, vote em uma mala do seu bairro. Bobão do Corredor, aquele que puxa o saco por você. Tenha um representante no Poder, que estará lá sempre pronto para puxar o saco. Bobão do Corredor, este é o cara!

Publicado em Polemizando
Segunda, 01 Agosto 2016 13:00

Polemizando - edição 241

Iniciando os trabalhos
Tomando um Pitu, acompanhada de uma cerva gelada na caneca dos 11 Garotos. É assim que abro os trabalhos  - com muito respeito a todas entidades do campo astral – mais este Polemizando. Salve Vinicius de Moraes, poeta, diplomata e sempre reverenciador das afro religiões. Vou começando ouvindo Canto de Oxum.

Publicado em Polemizando
Segunda, 11 Julho 2016 14:15

Polemizando - Edição 240

Novelando
    É... como diria o “seu Almir”, “banana está comendo macaco”. A novela das nove da Rede Globo mostra como as coisas andam ultimamente. O vilão trabalha durante toda a vida para sustentar um bando de bicho grilo que não tem o que fazer. Sustenta a filha que adora tomar banho de lagoa acompanhada, sustenta o neto que quer traçar a irmã e  o outro que vive posando de fotógrafo.

Publicado em Polemizando
Terça, 07 Junho 2016 12:06

Polemizando - Edição 239

Esbarrando
    Olha começou  o esbarra, esbarra, começou os telefonemas de “amigos” que depois de décadas reaparecem. Começou a benemerência de ano par, começou o ideal daqueles que somente pensam em si. É começou o corrida eleitoral e o que não falta é um bando de pré candidatos sem preparo nenhum, correndo por ai dizendo o que acham e prometendo o impossível.

Publicado em Polemizando
Quarta, 04 Maio 2016 10:13

Polemizando - edição 238

Assessoria do Haddad

Será que o prefeito Fernando Haddad pensa mesmo em ser re-eleito? Se depender de integrantes de sua Assessoria de Imprensa este feito está para lá de difícil, pois a má vontade com que atendem este jornal, deve ser uma tendência natural com todo e qualquer veículo de comunicação.

Publicado em Polemizando
Sexta, 01 Abril 2016 10:26

Polemizando - edição 237

Zica brava
Nos anos 70/80 ele era uma dos grandes empresários de Itaquera e região. Tinha uma indústria, Alfa Romeu do ano, jato e lancha. Para falar com ele era necessário agendar horário, os políticos o paparicavam e se engalfinhavam em busca de um “tostão” de atenção por parte do mesmo. Mas... um belo dia resolveu voltar aos estudos e na Universidade Brás Cubas conheceu uma jovem a partir daí a sua vida virou de ponta cabeça e hoje não passa de uma caricatura de si mesmo. Já o Valter Feldman foi um dos grandes nomes da política paulista, fundador do PSDB e sempre cotado para a cabeça de chapa tucana, acabou saindo pela porta dos fundos do PSDB e hoje bem ao estilo “mui amigo” lhe deram uma “oportunidade” na CBF. Em Itaquera duas tiazinhas eram adjetivadas como as “grandes mulheres” do bairro eram detentoras de cargo público e eram paparicadas por todos e tinham o poder da caneta, uma tal de Beth Mostarda e uma que era chamada de Nem Tão Magra Assim, hoje estão esquecidas e fora da cena politica. O deputado e promotor Fernando Capez homem integro e também grande nome do PSDB e hoje está sendo citado no tal escândalo da bolacha das crianças. O que todos os citados têm em comum? Todos eles tiveram contato com a Pé Frio de Itaquera e contra estatísticas não podem existir contestações. É muita coincidência, todos tiveram a pé frio de Itaquera como Papagaio de Pirara e todos tiveram suas trajetórias mudadas.

Publicado em Polemizando
Quarta, 02 Março 2016 14:35

Polemizando - edição 236

Nem vem que não tem
Olha que ao som de Wilson Simonal, este humilde gordo começa esta coluninha de quinta na pegada do “nem vem que não tem, para virar cinza minha brasa demora”. Para inspirar ainda mais, da minha mesa avisto o que para mim é legal e me remete a mais romântica das pilantragens. Na ordem da esquerda para a direita: umas bolachas do Raça Negra, do Seu Almir, do Benito de Paula, entre outras. Abaixo uma 3 e 1 National. Seguindo para esquerda uma máquina de costura daquelas bem antigas, uma lata de filme 18 mm da RioFilme (anos 70, que ganhei do meu ex-amigo cineasta João Luis de Brito Neto), duas máquinas fotográficas (uma Kodak e uma Canon de película), um troféu que ganhei da rapaziada do Bate Palma Ai, uma revista placar ano 1974 com o Fio Maravilha na capa. Calma ai tem mais: uma vitrolinha estilo maleta MotoRadio. Vejo ainda uma garrafa estilo barrigudinha com o rótulo Boteco do Dinho e algumas canecas de diversas Festas da Cerveja do Elite Itaquerense. Nesta toada não há como não ficar inspirado! Só faltou a cachaça, mas como estou tomando remédio... fazer o quê?

Publicado em Polemizando
Pagina 3 de 6