Terça, Agosto 22, 2017
redacao@fatopaulista.com.br / fatopaulista@hotmail.com Telefone: (11) 2849-1454 ::: Ano IX - Edição n º 253
Quarta, 08 Março 2017 15:38

As vítimas da hipocrisia brasileira

Enquanto penso na forma de iniciar esta coluna, cujo título remete à trágica situação econômica, política e, sobretudo, moral em que nos encontramos depois de apenas três anos de inéditas investigações policiais eficientes e devastadoras sobre a corrupção no Brasil, provavelmente uma mulher está morrendo em decorrência de um aborto clandestino. Muito provavelmente, pois morrem quatro por dia. Soma total em 2015 – daquelas que procuraram socorro em hospitais e mesmo assim morreram: 1.664. Em 2016, até o mês de setembro foram 1.215 mortes. Também em 2016 quase 124 MIL MULHERES procuraram hospitais em decorrência de complicações por abortos ilegais. Os dados são do próprio Ministério da Saúde, que adverte: “fazer aborto clandestino é prejudicial à sua saúde”. Só que como o aborto não está legalizado, as mulheres têm que fazer clandestino mesmo e correr o risco de morrer. Que mundo é esse?

Publicado em Articulistas